quarta-feira, 23 de agosto de 2006

antes de as férias se acabarem, uma certeza

ser capaz de dar tudo por uma pessoa. de perder tudo. de dar a vida. esse é o único amor.

1 comentário:

maria morais disse...

e antes do regresso uma passagem da margem da alegria que suponho que não será inusitada?!

[...]Fui cúmplice das coisas contra mim
e um torrão de terra era uma pedra de loucura
e as árvores cingiam-se de sombra
e contra mim na sombra conspiravam
A inês não é possível pois quem quero é a impossível inês
mais que reinar portugal eu reino em ti de vez
Nem a dor me doeu em tudo tinha a vida
coimbra corpo meu diário pão
nem mesmo a mais pequena das laranjas
perdida no perfume dos pomares de coimbra
desconhece talvez quem foi e continua a ser inês[...]

Ruy Belo in A Margem da Alegria